Ouça nossa webradio

domingo, 31 de janeiro de 2016

ALO COMUNIDADE 227 EDONIO ALVES LU MAIA

 



Nesta edição, entrevistamos o jornalista, escritor e professor de Comunicação Edônio Alves. Batemos um papo ainda com Lu Maia, gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, e com o artesão Jean Ribeiro, que trabalha com reciclagem e MDF. Produção e apresentação de Dalmo Oliveira, com locução e apoio de estúdio de Roberto Palhano. Sonoplastia de Maurício José Mesquita.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Zumbi promove oficina de rádio web em João Pessoa

Dia 12/03 - Oficina de Rádio Comunitária na WEB - das 8.30 h às 12 h (Escola Om Yoga, nos Bancários)

Preferencialmente para animadores sociais, comunicadores comunitários e representantes de ONGs.

Inscrição gratuita pelo e-mail da rádio Zumbi:



Se puder, colabore com alimento não perecível para a Casa Divina Misericórdia, um asilo que cuida de 34 senhorinhas nos Bancários, em João Pessoa.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Multimistura exercita comunicação comunitária em JP

A gravação do radiofônico Multimistura tem se tornado um momento rico de reflexão e mobilização comunitária. A cada semana um convidado se incorpora ao time de comentadores da RADIOWEB ZUMBI DOS PALMARES, a exemplo do que ocorreu na última segunda com a presença da jornalista Romye Schneider, que falou de sua experiência como blogueira e assessora de imprensa.


Faleceu radialista comunitária de Pernambuco

As rádios comunitárias de Pernambuco e do Brasil estão tristes, sentindo falta da voz alegre, encantadora, de nossa guerreira Nadege Santos Nade, que sempre compartilhou com todos o amor pelo rádio popular. Sua luta sempre será lembrada todas as vezes que um microfone estiver ligado em nossas emissoras, convocando a nossa gente para nunca desistir de lutar por seus ideais.

Descanse em paz, grande comunicadora do povo pernambucano.

Homenagem dos companheiros e companheiras da ABRAÇO/PE.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Emissora de Olinda reproduz o programa “Multimistura”, da Rádio Zumbi

A Rádio Diálogos FM, 90.9, de Olinda, Pernambuco, está retransmitindo o programa MULTIMISTURA, produzido pela Rádio Web Comunitária Zumbi dos Palmares, de João Pessoa. Quem informa sobre a parceria é o radialista comunitário Napoleão Assunção, do movimento de rádios livres e comunitários naquele Estado nordestino.
A Oscip Diálogos é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, que visa à estruturação, promoção e divulgação da cultura e da cidadania, através de ações na área de educação, ambiental, artes e comunicação e também é um dos primeiros Pontos de Cultura em atividades do Município de Olinda. Para isto, a Diálogos concebe e realiza projetos em parceria com outras instituições, como os Ministérios da Cultura e da Educação, a Prefeitura Municipal de Olinda, a Produção e Arte e Terceirização de Serviços Ltda. ME, entre outras. A Rádio Diálogos faz parte do projeto de comunicação popular da entidade.
Diálogos obteve o Prêmio Roquete Pinto, obtido através da execução de um programa de rádio abordando problemas relacionados no mundo dos jovens, porém desconhecidos de crianças e adolescentes, a fim de causar uma reflexão no público alvo ao ter acesso ao programa. Um programa radiofônico de qualidade e acessível a todos, promovendo discussão e maiores esclarecimentos de temas que vão desde sexualidade até esclarecimentos no mercado de trabalho, através de uma rádio novela com temáticas e feituras bastante atuais.
O programa MULTIMISTURA é uma mesa redonda informal, com abordagem de temas atuais, notadamente pautas de interesse das comunidades periféricas de João Pessoa, com ancoragem de Dalmo Oliveira, Roberto Palhano, Fábio Mozart, Marcos Veloso, Ivaldo Gomes e Ewerton Rodrigo. O programa é gravado às segundas-feiras na Rádio Zumbi dos Palmares e retransmitido em blocos que vão ao ar diariamente às 9, 10, 11 e 12 horas.
O blog Tribuna do Vale, de Itabaiana, também está retransmitindo a programação diária da Zumbi Web.

www.radiozumbijp.blogspot.com
www.tribunadovaleonline.blogspot.com


terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Rádio pública na Paraíba faz 79 anos e acolhe radialistas comunitários

Josy Aquino começou carreira em rádio comunitária

A Rádio Tabajara da Paraíba AM, pertencente ao Governo, comemorou ontem, 25 de janeiro, 79 anos de atividades em João Pessoa, capital do Estado.

A Tabajara AM é a 17ª emissora de rádio mais antiga do Brasil e a mais antiga da Paraíba. Na época de ouro do rádio – nas décadas de 40, 50 e 60, ela fazia programas de auditório com artistas de fama nacional e até internacional. Seu foco são os programas jornalísticos e, principalmente, os esportivos, que mantém uma equipe afinada que já faz parte da tradição do rádio no Estado. No total são 30 programas. Desses, 60% pertencem ao gênero musical e 30% a jornalismo. A rádio atende a finalidades educativas e culturais, promove cultura nacional e regional e visibilidade a vários grupos sociais, estimula produções independentes como o programa “Alô comunidade”, em parceria com a Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, Coletivo de Jornalistas Novos Rumos e Ponto de Cultura Cantiga de Ninar.

Nos seus quadros, constam radialistas que tiveram suas iniciações na profissão através de rádios comunitárias.

Josy Aquino é apresentadora de programas de variedade na Rádio Tabajara da Paraíba AM. Começou a carreira na rádio comunitária Cidade FM, em Cajazeiras, alto sertão da Paraíba. Logo depois, foi aprovada para o curso de Rádio e TV, na UFPB, onde também concluiu o curso de Jornalismo. Há 12 anos na Tabajara, ela apresenta o programa “A Tarde é Nossa”, na Tabajara AM, das 14h até às 17h.

Nelso Martins tem 36 anos e está na rádio Tabajara FM desde abril de 2008, onde atualmente apresenta a programação das 14h às 17h.  “Sempre gostei muito de rádio e em 1993, viajava muito nos fins de semana para a cidade Gurinhém, interior da Paraíba, onde tinha uma rádio comunitária dirigida por um amigo meu. Foi quando percebi que era disso que eu gostava e queria muito que fizesse parte do meu futuro profissional”, contou Celso.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Rádios comunitárias têm reunião com Ministro e Jerry Oliveira não acredita em avanços


Nesta segunda-feira, 25 de janeiro, o Ministro das Comunicações vai receber lideranças do movimento de rádios comunitárias. O radialista Jerry Oliveira, de Campinas, escreveu nas redes sociais:
Fomos chamados para uma reunião com o ministro das comunicações.
A reunião é amanhã. Os governistas irão. Qual a pauta? Obviamente projetinhos embaixo do braço e a mesma pauta de sempre. Amanhã é dia de selfie e mais selfie. 

Nós, de radios comunitárias, estamos preparando as assembleias populares. Temos 34 anos de luta (desde as primeiras rádios livres do chamado verão de 82 em Sorocaba) e nunca conseguimos avançar um milímetro. Os burocratas do movimento acham que a lei de rádios (lei mínima) trouxe avanços. Se houve avanços, foram para a repressão. Com ela obtivemos derrotas infindáveis no poder judiciário. Restrições de potência, canal único e a proibição de sustentabilidade econômica. Além disso, 30 mil criminalizados, 7 milhões de multas a ser paga para a Anatel, 36 milhões de reais em equipamentos apreendidos, 10 milhões em dividas de Ecad.
Mas aí um burocrata vai dizer (burocrata do movimento e não do governo) "mas temos hoje 5 mil rádios autorizadas". Autorizadas para quem? Para os grupos nos bairros aliados à bancada de sustentação dos governos de plantão? Além do mais, a soma da potência de todas as rádios comunitárias do Brasil não chega nem perto de apenas uma emissora comercial do grupo Bandeirantes.
Nestes 35 anos estamos vendo a privatização do espectro eletromagnético (um bem público) sendo entregue à iniciativa privada com a transição do AM para o FM. O governo nos dá um dedo com um Plano Nacional de Outorgas para atender às rádios comunitárias, e as mãos e os pés para o setor privado com novas concessões de rádios comerciais, estrangulando o espectro de rádio frequência e impedindo na prática as demandas históricas, como a complementaridade do sistema público, privado e estatal para a radiodifusão brasileira.
Façamos aqui a auto-crítica necessária do movimento de rádios comunitárias no qual também me incluo. A legalização das emissoras nos engoliu e estamos assassinando a nós mesmos. Ou nos rebelamos ou então faremos o que as lideranças organizada na ABRAÇO NACIONAL estão fazendo, sendo chamados pelo Ministro das Comunicações para receber a extrema unção, mesmo com saúde e vitalidade, ou seja, para serem enterrados vivos.
Nos encontramos em Março para a Assembleia Estadual de Rádios Comunitárias em Campinas - SP.

Jerry de Oliveira
Ex integrante Nacional da Abraço e do MNRC (MOVIMENTO NACIONAL DE RADIOS COMUNITÁRIAS)

domingo, 24 de janeiro de 2016

ALO COMUNIDADE 226 CHIQUINHO CAVALCANTE

 



Nesta edição Fabio Mozart entrevista o campeão e professor de Xadrez, Chiquinho Cavalcante. Produção de Mozart com sonoplastia de Maurício José Mesquita.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Rádio Zumbi enfrenta um campeão internacional de xadrez


O nome dele é Chiquinho Cavalcanti, natural de Itabaiana, Paraíba. O programa “Alô comunidade” desafiou esse enxadrista extraordinário para um depoimento sobre como funciona a mente de uma pessoa com esse grau de habilidade espacial e concentração.

O Grande Mestre Garri Kasparov disse que o xadrez é um jogo absolutamente lógico que tem suas leis gerais, que podem ser compreendidas intuitivamente ou trabalhando muitíssimo. Chiquinho é um jogador intuitivo, desses que nasceram com o dom e personifica o próprio jogo nesta geração, na Paraíba do Norte.

O programa “Alô comunidade” é uma parceria da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares e Rádio Tabajara da Paraíba, com apresentação de Fábio Mozart.  Começa às 14 horas deste sábado, 23 de janeiro, na Rádio Tabajara AM (1.110), e pode ser ouvido pela internet no site:

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

ABRAÇO RS realiza mesa de debate no Fórum Social Mundial


A Associação Gaúcha de Radiodifusão Comunitária –Abraço RS - Convida aos comunicadores e lideranças de RÁDIOS COMUNITÁRIAS presentes ao FORUM SOCIAL MUNDIAL que se realiza em Porto Alegre, a participarem nesta quinta-feira, 21, às 10.30 hs na FACED, (UFRGS) SALA 403, da atividade: RÁDIOS COMUNITÁRIAS NO BRASIL: História e Futuro - participarão da mesa: Jornalista e Cientista Politico, Bruno Lima Rocha; Pedro Martins representando a AMARC, Rose Castilhos, representando a Rede de Mulheres no Rádio. Coordenação pela Associação Gaúcha de Rádiodifusão Comunitária-AbraçoRS.
Será um excelente momento de reflexão coletiva sobre esta dura luta pelas Rádios Comunitárias no Brasil e quais as perspectivas. As Rádios Comunitárias continuam sendo um forte instrumento de comunicação comunitária para democratizar a Comunicação.
Clementino Lopes


terça-feira, 19 de janeiro de 2016

MULTIMISTURA 12

Enquanto o serviço de streaming da RadioWeb Zumbi dos Palmares permanece indisponível, disponibilizamos os audios dos blocos através do Radiotube. //////////////////////// O slogn do serviço é "Integrar, trocar, sintonizar..." O Radiotube – A cidadania por todas as ondas quer isso e muito mais. Este é um site colaborativo feito por e para comunicadores e todos os apaixonados por rádio. Um espaço virtual para que as produções radiofônicas de todo o país possam ser disponibilizadas na rede e utilizadas pelo Brasil afora. A idéia é formar uma rede social que produza conhecimento coletivo e informação cidadã. O Radiotube – A cidadania por todas as ondas surgiu com a evolução da Rede de Cidadania nas Ondas do Rádio, desenvolvido pelo CRIAR BRASIL em 2007, com patrocínio da Petrobras. O projeto contou com jovens correspondentes em diversos pontos do país e uma rede de 635 emissoras de rádio. Com a participação dos jovens, o CRIAR BRASIL produziu programas jornalísticos e radionovelas sobre juventude e cidadania. Na avaliação da primeira fase do projeto, mais de 70% dos integrantes da Rede afirmaram ter interesse em disponibilizar suas produções e receber materiais de outras emissoras. Assim, como resposta a uma demanda de nossa rede de rádios, nasceu o Radiotube – A cidadania por todas as ondas. O CRIAR BRASIL, que continua contando com o patrocínio da Petrobras, passa a atuar como animador dessa comunidade, agora a verdadeira responsável pela produção e geração de conteúdo. O sucesso dessa iniciativa depende da participação e comprometimento de cada integrante dessa rede social. Programas de rádio, campanhas em áudio, spots, radionovelas, entrevistas, textos, músicas e demais produções radiofônicas com temática ligada ao fortalecimento da cidadania e com foco na juventude são muito bem-vindos. Vale dizer que qualquer conteúdo disponibilizado no Radiotube – A cidadania por todas as ondas pode e deve ser livremente compartilhado, desde que seja para fins não-comerciais. O site adota como política geral de publicação uma licença do Creative Commons (clique no link “CC” no canto direito no final da página para saber mais). Ou seja, você pode copiar, distribuir, exibir e executar qualquer uma das publicações, além de usá-las como ponto de partida para outras criações, desde que seja dado o crédito ao autor original. O que queremos é somar. O objetivo é que, através do compartilhamento de conteúdo e da colaboração mútua, toda a comunidade seja beneficiada com a construção coletiva de conhecimento. /////////////// Fonte: http://www.radiotube.org.br/sobre.php

Fora do ar!!

Comunicamos aos nossos ouvintes que, por razões técnicas, do serviço de streaming que usamos, cujos servidores estão baseados nos Estados Unidos, a radioweb Zumbi dos Palmares encontra-se, temporariamente, fora do ar.
Voltaremos com nossa programação normal assim que o streaming Realhost seja reestabelecido.
Atenciosamente,
A COORDENAÇÃO

Rádio Comunitária Zumbi planeja oficina de rádio online



A partir da esquerda: Marcos Veloso, Ewerton Rodrigo, Fábio Mozart e Dalmo Oliveira, da equipe da Zumbi


A Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, de João Pessoa abrirá em breve inscrições para oficina de web rádio e streaming, para agentes culturais e comunicadores comunitários que desejam desenvolver uma programação sob o ponto de vista cultural nas novas mídias eletrônicas. “Queremos democratizar a circulação de ideias através dessa mídia”, disse Dalmo Oliveira, da Rádio Zumbi e produtor dos programas “Alô comunidade” e “Multimistura”.

Marcos Veloso, da equipe da Zumbi, informou que a oficina está sendo pensada para um só dia, em local a ser definido, mas que poderá se estender para outros períodos, dependendo do interesse dos participantes. “Inicialmente, queremos apenas passar noções de interação com o equipamento, aulas práticas e teóricas de sonoplastia e como botar no ar uma rádio online. Depois, se o grupo sentir a necessidade de um maior aprofundamento no tema, poderemos ver técnicas de reportagem e entrevista, legislação sobre internet, noções de dicção e produção de roteiro”, afirmou.

Para Dalmo Oliveira, o breve curso também servirá para as pessoas que mexem com rádio web se conhecerem e, quem sabe, formarem uma rede de rádio online comunitária, além de ter contato com diversos aspectos que permeiam a produção de um programa de rádio, como roteiro, programação musical, locução e criação de vinhetas, com foco na produção de conteúdo para internet.

domingo, 17 de janeiro de 2016

Zumbi inicia parceria com Rádio MEC e Movimento Levante

Ricardo Brindeiro inspirou programa de rádio

A RadioWeb Comunitária Zumbi dos Palmares acaba de fechar mais duas novas parcerias com produtores colaboradores, incrementando ainda mais sua grade de programação diária. A partir de agora, a emissora vai retransmitir programas da Rádio MEC, afiliada à Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), e do Núcleo de Comunicação do Movimento Levante! da Paraíba.

Diariamente irá ao ar, a partir das 8h, o programa Sons do Brasil, que apresenta, a cada semana, o panorama da música que é tocada nas diversas regiões do país.

“Nós fomos contatados diretamente por Elisabete Pinto, produtora do programa e gerente executiva de música da EBC, que obteve nosso número telefônico por intermédio do diretor comercial da Rádio Tabajara AM, César Lira. Ela queria indicações de rádios comunitárias da Paraíba para um programa especial, daí dissemos que tínhamos interesse em replicar o programa na nossa grade e ela topou na hora”, diz Dalmo Oliveira, coordenador de programação da ZumbiWeb.

O programa Sons do Brasil vai ao ar originalmente às quintas-feiras, à meia-noite, com reprise aos domingos, a partir das 17h, na Rádio MEC AM do Rio de Janeiro. A apresentação é de Xico Teixeira, com participação de Ricardo Vilas e Daniel Roviriego. Supervisão e roteiro de Ricardo Vilas e coordenação de Liara Avelar.

RadioZap

A outra novidade é a estreia do programa Pisa Ligeiro, que é produzido e apresentado pelo ativista Gleyson e vai ao ar diariamente a partir das 22h.

O programa já vinha sido difundido apenas através do aplicativo de smarthphones WhatsApp e agora ganha espaço na webradio. “Depois que a ZumbiWeb garantiu espaço, outras webradios também convidaram os idealizadores do Pisa Ligeiro para veicularem em suas grades, a exemplo da Rádio Avante, que pode ser sintonizada pelos sites do SINECOM e da FETRACOM da Paraíba e do Rio Grande do Norte”, comenta Oliveira.

O Pisa Ligeiro é um programa dedicado às lutas sociais cotidianas, divulgando ações, pautas e agendas de diversos movimentos, como o dos trabalhadores sem-terra, atingidos por barragens, sem-teto, estudantil entre outros.

O programa possui uma rede de colaboradores na Paraíba e noutros estados brasileiros. As músicas têm sempre uma ligação com as temáticas sociais. A Pisa Ligeiro é uma homenagem ao militante paraibano Ricardo Brindeiro, falecido em dezembro de 2013.



sábado, 16 de janeiro de 2016

Falta interação e união entre as rádios comunitárias na Paraíba, diz radialista da Abraço/PB

O radialista Rodolfo Crea, da Rádio Comunitária Alquimia, de João Pessoa, queixa- se de que o movimento na Paraíba não avança por falta de união dos comunicadores comunitários e ativistas de radcom. “Aqui não se sabe de nada o que acontece nas rádios e nas comunidades, cada um faz o seu e não temos união. Ontem (15) aconteceu o lançamento da moeda social em Lagoa de Dentro, um importante projeto que nasceu na Rádio Comunitária Voz Popular, de João Pessoa, e não se repercute nas outras rádios”, disse ele.

Rodolfo Crea é representante das rádios comunitárias, indicado pela ABRAÇO/PB, no Conselho Estadual de Cultura, onde diz ser difícil introduzir pautas ligadas à comunicação popular. “Na maioria das vezes, lá apenas se discute problemas relacionados com a Secretaria de Cultura e as ações do Governo, como o FIC, a frente parlamentar de apoio à cultura, os projetos governamentais como um todo. Rádio e jornal popular não entram na pauta”, informa Rodolfo.

Rodolfo informou que a Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária realizará reunião da Executiva nos dias 23 e 24 de janeiro em Brasília, tendo a Coordenadora Geral da ABRAÇO/PB, Rosangela Santos, confirmado presença. Ela faz parte da Coordenação de Formação da ABRAÇO Nacional e Rodolfo compõe o Conselho Fiscal da entidade.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

PARAÍBA

Voluntário de rádio comunitária quilombola denuncia despotismo na direção da emissora

O radialista comunitário Adriano Lima (foto), da Rádio Comunitária Mituaçu, no município do Conde, Paraíba, denunciou nas redes sociais que está sofrendo “expurgo” por parte da diretora da rádio, Geilza Paixão. Segundo ele, Geilza determinou seu afastamento da rádio “por perseguição”. Adriano produzia o programa “Jovens para Cristo”, juntamente com Angélica Paixão e Lucas Silvério.

Voluntário há três anos na emissora, Adriano lembrou que esteve presente nos momentos de construção da Mituaçu. “Com muito orgulho e prazer, botava a rádio no ar, abria para os locutores que vinham fazer programações, colocava a Voz do Brasil no ar, sem contar as vezes em que ia abrir a rádio pra receber as óticas que vinham fazer exames de vista nas pessoas da minha comunidade”, disse ele, que atribui seu afastamento a interesses mercantis da responsável pela instituição comunitária.

A administração da Rádio Mituaçu vem recebendo críticas de lideranças comunitárias pelo seu caráter “prepotente”, segundo lideranças comunitárias locais. Peninha, militante do Ponto de Cultura Olho do Tempo, disse que “não é boa a situação atual da rádio comunitária, pois Geilza Paixão se acha dona da emissora”.
A rádio comunitária do sítio Mituaçu foi implantada com a participação da comunidade, para ser uma importante ferramenta tanto de valorização e preservação da cultura quanto de empoderamento da própria comunidade. A Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares auxiliou a Rádio de Mituaçu com empréstimo de equipamentos básicos para transmissão em frequência modulada, enquanto a comunidade não conseguia levantar recursos para a compra de transmissor, mesa de som e microfones. “Quando se teve a oportunidade de ter um instrumento em favor do povo e a serviço do povo, o que se tem na realidade, é um aparelho midiático que vive em função dos interesses de um pequeno grupo de pessoas que se utilizam dele para benefício próprio”, disse Geraldo Pereira, militante do movimento de rádios comunitárias na Paraíba.

Desde a implantação da emissora na comunidade que havia notícias dando conta de que a concessão só foi obtida graças ao empenho do deputado federal Efraim Morais Filho (DEM), e que o mesmo havia patrocinado a compra de vários equipamentos para a emissora. Na última eleição municipal, Geilsa Paixão disputou uma vaga na Câmara Municipal do Conde, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), mas obteve apenas 121 votos, insuficiente para se eleger.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Programa de rádio comunitária é arma contra dengue em Goiás

Assessor de comunicação da Suvisa, Átila Uchôa, percorreu rádios para apresentar proposta de parceria

O rádio  se transformou em mais uma arma na guerra contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da chikungunya e do zika vírus. O ano de 2015 foi o recordista em casos de dengue na história de Goiás, com cerca de 187 mil casos notificados e 81 mortes confirmadas.

Atualmente, soma-se a esse cenário uma ameaça preocupante: o surgimento da microcefalia, uma malformação congênita associada ao zika. Bebês nascem com a circunferência do cérebro menor do que 33 centímetros, o que causa complicações neurológicas. A superintendente da Vigilância em Saúde, Maria Cecília Brito, afirma que a Secretaria Estadual de Saúde (SES) sentiu a necessidade de se comunicar diretamente com a população para que ela também participe ativamente dessa luta.

Superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Maria Cecília Brito.
Segundo ela, desde agosto, a Superintendência está promovendo visitas nas regionais de saúde para acompanhar as ações realizadas e em Nerópolis, e em uma delas, constatou-se que as rádios comunitárias poderiam ser parceiras neste projeto de conscientização. “Em Nerópolis, vimos uma rádio comunitária em ação e entendemos que seria um grande canal de comunicação com a sociedade. Das cerca de 400 emissoras de rádio comunitária goianas, temos algumas de muito boa audiência e  muita responsabilidade social.  E com isso então conseguimos abrir um canal com essas emissoras de rádio e hoje elas trabalham junto conosco para evitar o aumento dessas doenças tão difíceis para o estado suportar”, diz.

Na Onda da Saúde

A partir daí, a SES produziu o programa Na onda da saúde que será veiculado em 212 rádios comunitárias do Estado de Goiás.  Os programas foram gravados no estúdio do Site Goiás Agora e serão inseridos na grade de programação  das emissoras de rádio. Com uma linguagem simples e acessível, os conteúdos são sobre dicas de prevenção e controle do mosquito com entrevistas com especialistas e técnicos em saúde. “Temos alguns spots que foram gravados em que o locutor fala sobre quais são as condições necessárias para que uma caixa d´água não traga risco e aí vamos explicar a questão da tampa e como pode ser o armazenamento de água dentro da residência”, exemplifica.

Custo zero
O assessor de comunicação da Suvisa, Átila Uchôa, colaborou com o projeto. Ele percorreu as mais de 200 rádios comunitárias cadastradas em Goiás pelo Ministério das Comunicações para apresentar a proposta de parceria. É grande o alcance proporcionado pelo meio de comunicação, como frisa. “A gente precisava chegar principalmente à população mais distante que está em fazendas e em cidades mais afastadas da capital e foi uma ideia trabalhar com as rádios comunitárias que têm por lei de criação o serviço de utilidade pública.

sábado, 9 de janeiro de 2016

ALO COMUNIDADE 224 SANDER LEE MULTIMISTURA

 



Nesta primeira edição de 2016 Fábio Mozart e Sander Lee discutem sobre as perspectivas da produção do Cordel da Paraíba. O programa traz ainda trecho do programa Multimistura, da RadioWeb Zumbi dos Palmares. Produção e apresentação de Fábio Mozart. Sonoplastia de Maurício José Mesquita.

MULTIMISTURA se mistura ao “Alô comunidade” neste sábado




A jornalista Fabiana Veloso e Fábio Mozart no MULTIMISTURA

Hoje, sábado, 9 de janeiro, o radialista Fábio Mozart comanda o programa “Alô comunidade” da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, através da Rádio Tabajara da Paraíba, em rede com mais oito rádios comunitárias e diversos sites da internet. 
A edição de hoje do “Alô comunidade” recebe o poeta Sander Lee, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, e reprisa alguns momentos do programa MULTIMISTURA, que é transmitido diariamente às dez horas pela Rádio Web Zumbi. O MULTIMISTURA tem participação de Dalmo Oliveira, Fabiana Veloso, Marcos Veloso, Beto Palhano e Ivaldo Gomes.

O programa tem início às 14 horas e pode ser ouvido pela internet: